Dicas de saúde

Vantagens e benefícios à saúde ao beber água alcalina

 

  • Neutraliza ácidos 

  • Equilibra os níveis de ácidos do corpo. Ambientes alcalinos ajudam a manter a função celular saudável e a prevenir doenças em geral, como o câncer (Prêmio Nobel – 1931)

  • Remove toxinas 
    Altos níveis alcalinos no corpo ajudam rins e fígado a eliminarem toxinas, resíduos ácidos no sangue e no sistema linfático, prevenindo as doenças renais, hepáticas, entre outras.

  • Trata a azia 
    Azia é causada pelo ácido do estômago ao entrar no esôfago e na garganta. A água alcalina neutraliza a acidez estomacal, prevenindo e aliviando a azia e a indigestão.

  • Alivia a artrite 
    Lubrifica as articulações, reduzindo a dor e as inflamações, por serem ambientes ácidos.

  • Previne a osteoporose 
    Por ser rica em minerais como cálcio, magnésio e potássio, participa na absorção de nutrientes necessários para a estrutura óssea, tornando-a saudável e forte. Também ajuda efetivamente a cessar a perda de minerais dos ossos que provoca a osteoporose.

  • Evita a desidratação 
    Hidrata mais eficazmente que as demais. Penetra nas células mais facilmente, diminuindo significamente as dores de cabeça, enxaquecas, pele seca, cabelo seco, entre outros males.

  • Retarda o envelhecimento 
    É a própria “fonte da juventude”. Por hidratar melhor o corpo, estimula o nosso sistema imunológico, prevenindo doenças cardíacas, doenças degenerativas e outras doenças.

  • Reduz a fadiga muscular 

  • Fornece um ambiente melhor para as células, para a absorção de nutrientes e consequentemente para a produção de energia, aumentando o nosso metabolismo basal.

  • Poderoso antioxidante 
    Colabora ativamente para a eliminação dos radicais livres no nosso corpo, que causam a oxidação de tecidos e que também conduzem às doenças e ao envelhecimento.

“Todas as mortes por “causas naturais”, não são mais que o ponto terminal de uma saturação de ácidos no organismo.” 
Dr. George W. Crile, renomado cirurgião americano (Cleveland)

Vanádio e Diabetes

O desenvolvimento de terapias alternativas para a diabete é muito importante. Vários compostos de vanádio vêm sendo indicados no tratamento da diabetes, devido ao seu efeito similar ao da insulina. A diabete é uma doença caracterizada principalmente por hiperglicemia crônica (açúcar no sangue). Sua etiologia pode estar associada à produção insuficiente ou resistência à insulina. Muitos pacientes afirmam melhora de seu estado diabético ao consumirem água vanádica.

Afirma-se, por exemplo, que cerca de 80% das pessoas obesas podem controlar o aparecimento de diabetes com vanádio.

O açúcar no sangue é normalmente armazenado nas células, mas quando os níveis de açúcar aumentam mais e mais, o açúcar permanece no sangue, levando ao desenvolvimento da diabete.

Nesse contexto, o vanádio é eficaz para:

 

  • Incentivar o armazenamento de insulina em células do corpo;

  • Incentivar a transformação do açúcar à insulina, e incentivar a fusão de insulina de células receptoras;

  • Estimular reações enzimáticas para melhorar a aceitação do açúcar no sangue pelas células do corpo.

As propriedades terapêuticas do Vanádio

Pesquisas recentes apontam o vanádio como nutriente importantíssimo na prevenção de diversos problemas de saúde. Suas principais propriedades terapêuticas, já conhecidas, são as seguintes:
 

  • Antioxidante: É moderador das oxidações orgânicas, o que auxilia no rejuvenescimento;Radicais livres: Combate os radicais livres, o que evita a modificação celular e sua repercussão nos órgãos dos sistemas, sendo considerado como profilático do câncer;

  • Diabetes: Atua no mecanismo de ação da insulina, estimulando a captação de glicose de forma semelhante à insulina, facilitando sua entrada na célula, o que favorece o organismo do diabético;

  • Coração: Auxilia o metabolismo dos carboidratos e lipídios (gorduras), o que proporciona a diminuição do colesterol e das triglicérides, atuando positivamente na aterosclerose e como coadjuvante no emagrecimento, além de ajudar a desobstruir artérias. É ideal para quem tem problemas coronários;

  • Processo anabólico: Favorece o anabolismo, atuando nas debilidades em geral e convalescença das infecções agudas;

  • Anemias: No metabolismo do ferro, o vanádio promove sua distribuição e auxilia a sua correção mais rápida nas anemias carenciais quando utilizado em conjunto com sulfato ferroso. Como utiliza a mesma via de transportes e absorção que o ferro, também atua nas anemias globulares;

  • Sistema Respiratório: Favorece patologias do sistema respiratório superior e inferior (rinofaringite, laringite estrindurosa, asma, bronquite, adenopatia cervical e traqueobrônquica);

  • Antiestresse: Atua diminuindo o cansaço físico e mental, causando uma sensação leve e de bem estar, sendo assim excelente antiestressante;

  • Dermatologia: Possui efeito dermatológico cicatrizante; esteticamente, proporciona brilho para os cabelos;

  • Osteoporose: Utilizando a mesma via do fósforo, previne a osteoporose.

  • Cáries: Atuando em conjunto com o flúor, previne cáries. Favorece a mineralização dos ossos e dentes, provavelmente devido à troca do fósforo na molécula de apatita (fosfato de cálcio com flúor), conduzindo ao endurecimento da apatita, estimulando a mineralização da dentina, podendo exercer um efeito protetor contra as cáries;

  • Colesterol: Diante de todas essas propriedades, o vanádio atua de forma benéfica em órgãos tais como o fígado, o pâncreas e vesícula biliar, porque diminui a síntese de colesterol;

  • Ácido Úrico: Por possuir pH alcalino, auxilia na diminuição do acúmulo de ácido úrico nas vias urinárias.

O vanádio também ajuda a regular o sistema circulatório, ajuda a reduzir níveis de colesterol e acúmulo no sistema nervoso central, diminui o açúcar no sangue e ajuda a reduzir a incidência de ataque cardíaco. Além disso, também melhora a pressão arterial elevada, problemas respiratórios e circulatórios, e tem-se mostrado amplamente eficaz para fins alimentares e cosméticos.

Águas Não São Iguais

 

Não há dúvidas de que beber água mineral é melhor do que beber água tratada, que contêm cloro, um poderoso veneno

 

entre tantas outras substâncias remanescentes dos rios poluídos que subsistiram ao processo de tratamento realizado

 

para o consumo humano... Mas quão melhor essa água mineral realmente é comparada às águas tratadas?

 

Água alcalina é rica em minerais e contêm menos micro-organismos prejudiciais, bactérias e vírus em relação à água da

 

torneira. As células do nosso corpo realizam suas funções específicas em ambientes ácidos e alcalinos. Todavia há muito

 

tempo se sabe que determinadas doenças como o câncer, por exemplo, só se desenvolvem em ambientes ácidos!

 

Os sucos gástricos são altamente ácidos em comparação com os fluidos do intestino delgado, que são alcalinos. O

 

equilíbrio entre ambientes ácidos e alcalinos do corpo é rigorosamente controlado para manter a nossa homeostase

 

(regulação). Resíduos ácidos de comida e bebida são transportados através dos fluxos de sangue e da linfa para o fígado e

 

os rins para a desintoxicação e posterior eliminação. Ambientes extremamente ácidos no corpo podem afetar o

 

funcionamento de todas as células e conduzem à doença.

Componentes e Características:

 

  • PH 
    Além de todos os benefícios de uma dieta com PH equilibrado através da água alcalina, pela alcalinização da urina podemos efetivamente controlar o acúmulo de ácido úrico nas vias urinárias e a consequente formação de cálculos (pedras) em pacientes de alto risco, mantendo o fluxo urinário.

  • Bicarbonatos 
    Os bicarbonatos, presentes na água mineral alcalina, tem um efeito digestivo benéfico, extremamente acentuado, e respondem em boa parte pela alcalinidade das águas.

  • Vanádio 
    O vanádio, como os demais oligo-elementos, são necessários para o organismo em quantidades mínimas. Descoberto recentemente, está presente em apenas 0,02% da crosta terrestre. São raríssimas as situações onde foram identificados locais com águas em cuja composição se encontra o vanádio. O caso mais conhecido, além do Brasil, ocorre em Vichy, (França). Somente em 1974 foi estabelecido o papel do Vanádio para manter o equilíbrio da saúde. Participando de diferentes processos metabólicos necessários à formação de energia, age como cofator, ajudando a acelerar as reações no metabolismo dos carboidratos e das gorduras. 
    Foram também realizadas diversas pesquisas sobre a bioquímica do Vanádio, no metabolismo dos lipídeos, e constatou-se a redução da síntese do colesterol no fígado. Existem evidências de que sua ação é mais efetiva quando o nível de colesterol é mais elevado ou quando sua síntese está anormalmente elevada. Fortalece ossos e dentes, favorecendo a sua mineralização, conduzindo ao endurecimento da apatita (fosfato de cálcio com flúor), estimulando a mineralização da dentina, podendo exercer um efeito protetor contra as cáries. Além disso, no metabolismo do Ferro, o Vanádio promove sua distribuição e auxilia a sua correção mais rápida nas anemias carenciais, quando utilizado em conjunto com sulfato ferroso. 
    Segundo estudos da Water Quality Criteria, EUA, esse elemento atua como moderador das oxidações orgânicas, ou seja, regenera mais rapidamente as células prevenindo o envelhecimento e auxiliando no controle das doenças metabólicas.

  • Flúor 
    A quantidade ideal de flúor na água é de 0,7 a 1,2 miligrama por litro. O flúor, substância usada, por exemplo, nas pastas de dente, pode prevenir osteoporose, sugere estudo da Universidade Saskatchewam (Canadá). O estudo comparou dois grupos de mulheres entre 18 e 24 anos. Mulheres que bebiam água fluoretada tiveram um aumento de 11% na densidade óssea. 

     

 

 

ÁGUAS DO BEM -  Distribuidora de Águas Minerais Alcalinas e Especiais - Desde 2016

  • Facebook Clean Grey
  • Instagram Clean Grey

Tele-Entregas: 62 3255-9626 / 98542-1234 / 98326-2662